O canto da sereia

Agatha observava tudo ao seu redor atentamente, ela rondava a floresta em busca de qualquer sombra ou vulto, sua audição estava apurada, a procura de um farfalhar que indicasse que alguém se aproximava. Era o seu turno de vigia e ela não poderia falhar.

Todas as noites uma pessoa desaparecia misteriosamente de sua vila, sem deixar nenhum vestígio. Era como se simplesmente tivessem ido embora e deixado tudo para trás. Mas quem partiria apenas com a roupa do corpo? Não havia vida em quilômetros além da vila, e eles não sobreviveriam um dia sem mantimentos e armas na floresta escura.

Continue reading “O canto da sereia”

Anúncios

O tempo

O tempo é algo engraçado, às vezes queremos que ele passe tão de vagar, quase parando, mas às vezes queremos que ele passe tão depressa, a ponto de quase não percebê-lo. Podemos observá-lo passando no relógio, contá-lo em um calendário, mas nunca vamos saber quando o nosso tempo vai acabar, sempre pensamos que vamos ter mais tempo, e quando percebemos nosso tempo acaba, a vida passa diante dos nossos olhos e percebemos o quanto desperdiçamos o tempo. E então queremos mais tempo, tempo para fazer aquilo que deixamos de fazer, para dizer palavras que nunca foram ditas, tempo para amar, mas então percebemos que não podemos comprar mais tempo no mercadinho da esquina, que não podemos falsificá-lo ou usar um código para prolongá-lo, ele simplesmente acabou. Continue reading “O tempo”